Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Às vezes... A falta da verdade (Sometimes...The lack of truth)

(Caminhante sobre o mar de névoa por Caspar David Friedrich, 1818)

Às vezes parece melhor não sentir.
Às vezes parece melhor habitar uma ilha,  Se encolher em si mesmo Às vezes parece, mas não é  E esse fato nos engana
Afinal é fácil se confundir? Às vezes a alegria pode ser mentira?  Como diferenciar tristeza de seu fingimento? De tanto fingir esquecemos da autencidade dos sentimentos?  Somos o que queremos ou o que a sociedade deseja? 

Às vezes não pode ser confundido com sempre Enquanto o sempre habita diversos lugares  O às vezes habita somente alguns
Alguns lugares foram construídos,  Alguns limites foram construídos Outros surgiram por meio das tempestades de nossos     eus e dos tus Lutas, erosões e explosões construíram o que somos
Somos barcos num meio de mares de tragédia Encontraremos terra firme?                                                 
Como respirar quando o ar foi extinguido? Como sobreviver quando percebe-se que tudo considerado verdade era mentira? Nossos monst…

Últimas postagens

Ler como escritor? É possível ser leitor e compreender o pensamento do escritor?

Divagações sobre livros e afins

A Metamorfose: o conflito dos eus

Bem e mal ou bem ou mal? Melhores Leituras de 2016

Quem somos? Eis a questão

O Universo da Universidade

Cadê a liberdade?